Blog

Exclusão

1 de junho de 2016

Somos sempre excluídos quando não convergimos energeticamente num contexto. Toda convergência é uma desarmonia vivida pelas pessoas e que explica tudo o que acontece na vida de todos.

A exclusão não se dá porque uma pessoa  tem uma cor, atitude sexual ou etnia, a exclusão se dá pelo comportamento que vamos adquirindo e tendo ao longo da vida. Não pensem as pessoas que as exclusões serão desfeitas com leis e punições, as exclusões só serão exterminadas numa dimensão quando a capacidade de amar das pessoas superarem sua capacidade de julgar.

Enquanto nossos julgamentos forem superiores à nossa capacidade de viver uma igualdade, teremos excluídos.

A exclusão nada mais é do que a ênfase que damos ao diferente, por isso que tantas pessoas já sofreram nesse planeta por terem comportamentos que a diferenciam das outras.

Basta lembrar que Jesus também, em sua passagem foi excluído, torturado e morto por ensinar que nós precisávamos viver com igualdade.

A igualdade não é a limitação, a igualdade é a libertação das pessoas de tudo aquilo que a limita e escraviza. Enquanto estivermos lutando pela igualdade, dando ênfase a diferença, somente estaremos criando uma dimensão onde a dor e sofrimento serão protagonistas da vida.

O que precisamos aprender é a sermos iguais aceitando as diferenças.

Na vida, nada é igual ao outro em suas formas e maneiras de existir. É como um quebra-cabeça, onde todas as peças com seus contornos e formas diferentes se encaixam perfeitamente para dar forma e vida a uma figura. Enquanto as peças estão soltas sobre a mesa não representam nada, só passam a ter significado e mostrar algo quando juntas com suas diferenças se ajustam para formar o desenho, sendo que quando separadas nunca deixariam mostrar.

 

Atair dos Santos

17 de maio de 2016

 

Photo by Zoran Nayagam on Unsplash



Back to blog list



Join Discussion